Bola de meia, bola de gude: um viva à disruptura

Por Pedro “Bola” de Campos Junior

Bem leitores pulsantes, vou iniciar esse texto com a seguinte indagação: “Você precisa de tanta notificação assim? “. Já explico.

Imagine que você precisa se desligar, uma grande e talvez a maior necessidade humana; o seu fiel amigo (celular ou dispositivo eletrônico) fica ali do seu lado avisando sobre a vida dos outros e o quanto a sua deve ser mais interessante que a deles.

Parece roteiro de filme apocalíptico, não? Mas isso, é apenas a sua vida diária ou a das pessoas à sua volta. Achou bizarro?

Agora pense o seguinte, crianças e adolescentes sem os seus momentos de tédio, isso vem resultando em excesso de informação e cerceamento da criatividade. Lembra quando éramos crianças e nossos pais ficavam preocupados com o uso excessivo dos videogames ou de brinquedos eletrônicos?

 Ainda bem que eles custavam um rim e não tínhamos muitas opções como antigamente.

 Aqui na nossa rua por exemplo, resolvíamos estes problemas com alguns objetos pitorescos. Bola de meia, dois trios de gravetos ou uma lata de óleo com pedra dentro e dois cabos de vassoura; explique isso para seus filhos e veja se ele consegue fazer uso disso para brincar.

 Jogo de “taco”, lembra?

E, tinha também o mais simples de todos, dois pares de chinelo e qualquer bola velha; sua ou do amigo da rua de cima. Dá-lhe futebol de rua, se chovesse então, só faltaria ser remunerado com sorvetes da tia da rua, é claro. Bola de meia, bola de gude.    

Você já deve estar se perguntando, mas e o assunto do título?

Vamos lá!

Atualmente, temos cada vez mais, bolhas sociais, inclusive nos grupos de whatsapp. Não temos mais liberdade sobre nossa condição de vida; não possuímos um momento de tédio ou somos massacrados pela “obrigação” de mostrar que está bem ou com sucesso.

Faça “cosplay de Lázaro” apenas um dia e você vai ver se não irão te procurar em hospitais, delegacias ou bater na sua casa de madrugada.

Sabe aqueles comerciais de margarina? Ele passa na sua timeline todo santo dia, e alguns “patrocinados”. Sobre redes sociais…você as usa ou está sendo usado? Relacionamento abusivo deveria ser enquadrado nessa situação também; da parte do homem e da máquina – Se é piada ou não, você decide.

Neste momento, devemos nos sentir neuróticos, juro que não estou tentando te induzir a perceber o estado online da vida que é alarmante. Mas, se a luz vermelha acendeu, isso é um bom sinal. Agora, observe os infantes à sua volta. Inteligência exacerbada, facilidade de lidar com as tecnologias como se tivessem sido concebidos na mesma fábrica desses “robôs”; ambos parecem quase falar a mesma língua.

Já vou avisando que sou um eterno entusiasta dessas “coisas moderna”. No entanto, lembremos que as tecnologias foram concebidas por…” humanos”.

Recentemente, surgiram duas “momos”, uma para os maduros e a original destinadas aos infantes.

Uma foi inserida em uma matrix de conteúdo, totalmente, voltado aos seus protegidos; mensagens que induziam seres humaninhos em como acessar o “mundo invertido” do ponto de vista espiritual. Bola de meia, bola de gude.

A segunda, voltada para você que já pode tirar carteira de motorista, trazia em todo início de vídeo, acessado nos momentos em que o tédio era necessário, uma forma milagrosa de granhar o seu primeiro milhão investindo apenas um salário mínimo e o valor do seu IPTU.

Seria ótimo se tudo isso fosse apenas zombaria, porém a realidade é que esta face da contemporaneidade tem atrapalhado o nosso tempo de desligamento. Nossa timeline não deve funcionar como aquele letreiro de legendas da Bloomberg; sim, tontura, vertigem e a mão possuída do “Ash vs the Evil”; louca para mudar de canal. Com isso, aquele adesivo “rastreado por fofoqueiros” caiu em desuso ou saíram de circulação. Um viva à disruptura.

Mas e daí, você precisa se notificar ou de tanta notificação assim? Sim, é uma retórica.        

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s