POEMA CONTRA A DESESPERANÇA

Por Dojival Vieira
fotografia Txema Yeste
quando a onda de terror
chegar a porta de sua casa
e a água imunda e fétida
entrar pela soleira
trazendo vísceras
e restos de cadáveres
não diga: eu não sabia
eu sabia
tu sabias
ele sabia
nós sabíamos
o mundo sabia
o cavaleiro das trevas
só pode ser porta/dor
de sangue e ranger de dentes
morte
DoJival Vieira é jornalista e criador da Agência de Noticias Afropress

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s