Simbiose

Por Dani Damma

dani

Typeverything.com – Raising the Roof by Leo Burnett, Toronto. (Tradução livre : Se este cartaz fosse um jovem sem-teto, a maioria das pessoas nem sequer se preocupariam em olhar para baixo)

Hoje eu vi a fome.

Envolta num pano encardido, deitada no cimento úmido.

A fome era um homem.

Não tinha sapatos. Roupas em farrapos.

Pés encardidos, ferida em cima de ferida.

Respirava devagar: a fome comia-lhe as entranhas, a fé, a existência.

Aquele homem existe?

Seu corpo e alma foram tomados por outra coisa que o deixou oco?

Caminha ou se arrasta?

Esconde-se debaixo de marquises e toldos.

Ninguém o vê porque ninguém se importa ou decidimos não ver?

E EU O QUE FAÇO?

A partir do momento que vejo, faço parte do problema.

Um prato de comida? As moedas que carrego na bolsa?

Receio abordar o homem e perguntar a sua história.

O que resolve a situação?

As pessoas ligam pra prefeitura, afinal a pobreza, o feio, deve ser escondida e retirada das ruas por terceiros. Faz parte do trabalho da ronda social que tira da nossa visão o desagradável. O que não podemos lidar.

Eu não ligo pra prefeitura.

Eu vou até o homem que de olhos baixos agradece que eu o vi ali como gente. Dou uma marmita, todas as moedas da bolsa independente se isso vai virar cachaça ou o pingado de amanhã quando a fome apertar.

Os passantes me olham como se eu fosse um animal raro. Outros escolhem olhar o homem com repulsa. Ele sabe.

Comungamos ali eu e o homem que não sei o nome: palavras, gentilezas e um aperto de mão. E então, como tudo na vida seguimos  nossos caminhos.

Eu ainda estou impactada com a visão da existência negada e ignorada daquele homem. Isso não passa despercebido para mim.

Durante algum tempo ainda vou pensar, mas vou acabar esquecendo o homem magricela que em algum momento se perdeu e deixou de existir. Mas o que  eu não deixo de pensar é  no sentido da existência.

Quando deixamos de existir? Pro outro? Pra nós mesmos?

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s