Manguezal Rio Ceará

Por Guilherme Lima

O Projeto Manguezal Rio Ceará nasceu da vontade de rever o lugar onde passei a minha infância e adolescência, quando ia com amigos pular do píer, atravessar o rio a nado e pegar caranguejo. Naquela época, ainda existiam as salinas e era caminho para quem frequentava a Praia da Barra.

A ideia é mostrar que a região onde nasceu o Estado do Ceará ainda apresenta sua beleza original, que ainda tem gente que pesca, tem surfista remando para pegar onda do outro lado, ainda tem verde e parte do rio continua azul ou muda para o verde quando sobe a maré e se aproxima do mar.

 ceara1Aqui nasceu o Ceará

Embora alguns historiadores digam que os espanhóis Vicente Pizon e Diogo Lepe tenham passado por aqui antes de Cabral e desembarcado no Município de Icapuí, aqui definitivamente nasceu o Ceará.

ceara2

A ocupação se deu em 1603 às margens do rio Pirangi, depois batizado de Rio Siará com a bandeira de Pero Coelho de Souza e a construção do Fortim de São Tiago em 1604. Mas com a seca que assolou a região em 1607, Pero Coelho resolveu abandonar o local, hoje conhecido como Barra do Ceará.

Posteriormente, com a fundação do Forte de São Sebastião, onde antes fora o Fortim de São Tiago, toma posse em 20 de janeiro de 1612 Martins Soares Moreno. O Guerreiro Branco, como era chamado, deu início à colonização da Capitania do Siará e foi considerado o fundador do Ceará.

ceara3

O Rio Ceará

A foz do Rio Ceará está na divisa dos municípios de Caucaia e Fortaleza e tem como principal afluente o rio Maranguapinho. O rio apresenta um manguezal nas margens dos dois municípios, um ecossistema que mantém vivos várias espécies de animais, entre eles, moluscos, crustáceos, peixes, aves e mamíferos.

 http://guigalimas.wix.com/manguezalrioceara#!blank-1/lsgji

A geografia não é a mesma daquele tempo, o mangue, que já não tem a mesma capacidade de absorção de poluentes e com a vegetação bem degradada, me parece três vezes menor do que naquela época da minha adolescência. A região sofre com a falta de políticas públicas, com a falta de investimento no turismo, com falta de segurança, desmatamentos, ocupações inadequadas e a falta de consciência de boa parte dos moradores.

Mas como podem ver neste ensaio, sua paisagem ainda rende belas imagens. Acredito que ainda dá tempo de salvar o mangue e o rio, ainda dá tempo de salvar a Barra do Ceará e valorizar toda beleza que a região apresenta.

ceara4ceara5ceara6ceara8ceara9ceara10

Agradeço à minha irmã Carmem Lucia Pereira por conseguir realizar este projeto e por não me deixar desistir de fazer as fotos, e ao meu  sobrinho Paulo Henrique Pereira por me acompanhar o tempo todo nessa empreitada.

Quero deixar meu agradecimento também ao Alberto de Souza Filho, proprietário do Albertu’s Restaurante, que me acompanhou durante o passeio e possibilitou fazer as fotos com tranquilidade e segurança no tempo que foi necessário. E ao Tainkza Drink’s e Musicas por me acolher durante várias noites enquanto eu tratava as fotos.

Fontes: http://rioceara.blogspot.com.br/   e  http://www.ceara.gov.br/historia-do-ceara

Equipamentos: Canon T3i, GoPro Hero 4

Conheça mais trabalhos de Guilherme Lima em

Guilherme Lima – Guigalimas

Instagram – @guigalimas

Flickr – Guigalimas

Vimeo – https://vimeo.com/corticoart

 

2 comentários sobre “Manguezal Rio Ceará

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s