Festival Aidez-Moi & O Haiti é SP

Por Denis Rochahaiti

O Haiti, país situado na metade oeste da ilha de Hispaniola, no mar do Caribe, a título de breve panorama histórico, em 1804, tornou-se a segunda colônia a conquistar a independência nas Américas, através de uma revolução aderida por mais de meio milhão de negros sob a liderança do ex-escravo Toussaint Louverture.

Contudo, os fatos históricos que se seguiram mergulhou o país caribenho numa situação catastrófica, que consiste desde o débito econômico junto aos antigos colonizadores que ainda se mantém, perpassando pela invasão estadunidense em 1913, a instauração da ditadura apoiada pelos EUA da dinastia Duvalier que durou aproximadamente 30 anos (1957-1986), a implementação de políticas neoliberais durante a presidência de Aristide, bem como sua deposição logo em seguida pelas forças militares dos EUA e França, e finalmente, a posterior substituição dessas forças militares pelas da ONU em virtude da chamada “Missão de Estabilização”, até chegar ao recente terremoto avassalador de 2010.

Todo esse conjunto de fatores, sobretudo, o terremoto que agravou ainda mais a instabilidade política, social e econômica do país, levou com que os haitianos buscassem melhores condições de vida em outro país, sendo o Brasil, mais especificamente a cidade de São Paulo, o principal destino, visto que é muito comum o alardeamento da imagem de aqui se tem maiores oportunidades de se conseguir emprego.

Resultado: totaliza-se cerca de mais 8.000 haitianos na cidade de São Paulo, dos quais sobreveio uma parte considerável, numa quantidade estimada de 900 pessoas, só nessa primeira metade de 2015. Nada obstante, a situação desses imigrantes recém-chegados é totalmente degradante, dormem em chão duro, sofrem com falta de alimentação e superlotação no espaço cedido pela Igreja Nossa Senhora da Paz, no Glicério, em decorrência da insuficiência de estrutura e de políticas em apoio aos refugiados por parte da Prefeitura, que se limitou em subsidiar apenas 70 marmitas por dia!

Foi justamente pensando nessa situação emergencial e como forma alternativa de arrecadar fundos e mantimentos em prol dos imigrantes haitianos, que se organizou o evento “Festival Aidez-Moi & O Haiti é SP”, a ser realizado no sábado dia 23 de junho, a partir das 23h, no Cursinho Popular da ACEPUSP, localizado na rua Consolação, n.º 1909, próximo à estação de metrô Paulista.

Trata-se de um evento cultural livre, ou seja, o espaço e o microfone ficarão disponíveis para apresentações das mais diversas expressões artísticas. De mais a mais, dentro dessa programação aberta, já confirmaram a participação a banda Mundo Cana, Mil Pássaros Dançando, Pé de Ouvido, e também do Sarau da Gruta e do Sarau Comungar.

Lembrando que, não obstante o evento seja livre e aberto, e com o intuito de garantir o seu objetivo principal, na entrada será cobrado um ou mais mantimentos de extrema urgência, tais como cobertores, água, material de limpeza (sabão em pó, água sanitária, detergente, desinfetante, etc), material de higiene pessoal (sabonete, papel higiênico, creme dental, shampoo, etc).

Para mais detalhes do evento acesse o link abaixo do evento no facebook e também não deixe de confirmar a presença:

https://www.facebook.com/events/1403644376633052/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s