Presentes

Por Fernanda Fernandes

Às vezes eu me pego pensando em tudo que a gente ganha de graça da vida. Sim, isso mesmo, de graça. Se nós conseguíssemos perceber ao menos um detalhe desse todo dia, penso que a humanidade seria com toda a certeza mais feliz. Venho por meio de esta compartilhar, simplesmente, a dádiva de ter presenciado ou escutado estória11084584_10200148277265876_642155889_ns como essas…

Outro dia, eu estava no McDonald’s e um morador de rua entrou acompanhado de seu cachorro ainda filhote e começou a pedir dinheiro ou comida. Não demorou muito ele aparece perto de mim com um lanche, o cachorro olhava seu dono extasiado esperando sua parte da comida. Foi quando eu vi seu dono com um hambúrguer na mão retirando o queijo que ainda estava na carne com um pedaço de papel para dar ao seu cachorrinho. Ele então colocou a carne no chão para que a mascote o comesse, ele rejeitou, pois ainda tinha um pouco de queijo derretido na carne. Com toda a paciência aquele senhor limpou ainda mais o queijo derretido e deu ao animal. O lanche tinha dois hambúrgueres e aquele homem tirou um e deu ao seu cão enquanto o outro ficou no junto ao pão para ele comer. Aquilo me tocou profundamente, a noção de dividir, de compartilhar o que aquele mendigo tinha mesmo que fosse pouco com seu “amigo” me fez repensar o como é simples socializar o que possuímos, não é simplesmente dar o que temos aos outros, é dividir para que nenhum ser possa ser privado de satisfazer suas necessidades.

A outra estória igualmente verídica, eu a ouvi nesse final de semana e são coisas assim que nos faz acreditar no poder do amor. Um adolescente de 14 anos sempre acostumado a conviver com animais de estimação, sobretudo cachorros os quais seu pai criava e doava somente às pessoas que julgava serem capazes de cuidar bem dos animais.

Foi quando havia uma ninhada dentro de uma caixa de madeira, e o garoto foi ver como os filhotes estavam. Depois de verificar que todos os filhotes estavam bem, ele foi tampar a caixa e a tampa escorregou e caiu pra fora. O adolescente pegou a tampa mais uma vez e com paciência a colocou e outra a mesma caiu outra vez, o garoto já com raiva bateu a tampa com força e infelizmente ela caiu para dentro, bem em cima da cabeça de um dos filhotes.

Foi uma tragédia, o nariz e os olhinhos do filhote começaram a sangrar, o garoto chamou seu pai e foram os dois ao veterinário com o animal. O veterinário ao examinar o filhote disse que era traumatismo craniano e que ele não sobreviveria. Eles trouxeram o filhote pra casa e o garoto triste começou a cuidar dele com afinco, todo dia davam leite com seringa pelo menos três vezes ao dia, estudava ao lado dele e colocou até uma luminária ao seu lado para que o animal pudesse estar aquecido. Fez isso durante um tempo, ao contar ele não lembra exatamente quanto tempo foi, mas o final da estória é que é bonito… O cachorrinho sobreviveu, cresceu e também foi doado a uma moça que trabalhava na casa da família e viveu lindos e longos anos!

Ao ouvir essa estória eu me emocionei e até agora a escrevendo me deparo com os olhos cheios d’água. Quando a gente tem olhos de ver e ouvidos de escutar a gente geralmente ganha presentes. O meu desejo é que todos possam estar abertos aos presentes diários da vida e não só as críticas e injustiças sociais tão presentes na nossa humanidade. Tem muita coisa boa no mundo, tem muitas pessoas verdadeiramente humanas.

 “O mundo é bão Sebastião.”!

 

Um comentário sobre “Presentes

  1. Lindo texto! E, que bom encontrar, mesmo que por meio virtual, pessoas que transmite valores e tem bons pensamentos. São positivas!! Parabéns!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s